Sérgio Bahiense oferece curso intensivo de Restauro

Estão abertas as inscrições para a 1ª Oficina Intensiva de Restauro de Móveis de Madeira, que será realizada pelo restaurador Sérgio Bahiense de 1º a 5 de outubro, em Joinville (SC). Profissional com formação em Bonn, na antiga capital da Alemanha, e mais de 30 anos de atuação na área, Bahiense propõe uma maratona de 40 horas em cinco dias (8 horas diárias) dirigida a profissionais das áreas de marcenaria, arquitetura e decoração, restauro, monitores de museu, e ao público leigo que queiram aprender, na prática, as técnicas básicas de restauro de móveis de madeira.

O formato intensivo, com aulas concentradas em curto espaço de tempo, visa a atender também o público de fora da cidade, que, com isso, precisa programar uma única viagem. A turma contará com sete vagas e as aulas serão realizadas no atelier do restaurador, na rua Padre Kolb, 1410, no bairro Anita Garibaldi, em Joinville. O investimento é de R$ 1 mil por aluno. Clique aqui para se inscrever. Mais informações pelo whatsapp (47) 99994-2984.

No programa estão técnicas básicas de desmontagem, remoção de acabamentos, colagem, combate às pragas, tonalização, remontagem e acabamento final. As aulas são personalizadas e cada aluno deverá levar um móvel de madeira de pequeno porte que deseja restaurar – ele trabalhará diretamente em sua peça e, ao final da oficina, além dos conhecimentos adquiridos terá um móvel restaurado com as próprias mãos.

A oficina tem o objetivo de desenvolver a habilidade técnica, em nível básico, e reforçar o repertório cultural dos alunos com informações que permitam que eles exercitem a reflexão necessária ao lidar com um bem histórico durante todo o processo de restauro. Isto proporciona a atuação de forma crítica, reconhecendo o valor cultural dos objetos trabalhados e contribuindo para a valorização e preservação do nosso patrimônio histórico e artístico.

A restauração é o conjunto de definições técnicas e científicas aplicadas para garantir a continuidade temporal de uma obra. É um trabalho especializado, minucioso, capaz de rejuvenescer uma peça condenada e trazer à tona a relevância histórica dela para o patrimônio cultural em que está inserido, contribuindo para a preservação da memória e da identidade de um grupo. Por sua complexidade, o restauro é uma atividade onerosa e que atualmente dispõe de poucos profissionais e cursos de formação.

Sobre Sérgio Bahiense

Restaurador com cerca de 30 anos de atuação na área, Sérgio Bahiense nasceu em Joinville (SC) em 1956. Iniciou seus estudos em Arquitetura no final dos anos de 1970, e aprendeu o ofício de Restaurador na prática, em antiquários de Bonn, antiga capital da Alemanha, onde morou por 15 anos. Entre seus trabalhos está o restauro de móveis para antiquários de Bonn, Colônia, Koblenz, Euskirchen, na Alemanha; para a embaixada do Brasil na Alemanha; e para o Museu Nacional da Colonização e Imigração, em Joinville (SC).

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *