Katherine Funke lança livro de jornalismo literário nesta quinta

Mais dedicada a diferentes formas da escrita nos últimos tempos — como a poesia, o conto, a crônica e até mesmo a forma acadêmica —, a jornalista Katherine Funke lança nesta quinta-feira (6), às 20 horas, na Casa 97, um novo trabalho para quem se interessa por outra forma, o jornalismo literário. “Sem pressa” reúne sete reportagens que foram escritas durante a passagem da joinvilense pela Bahia.

Capa de “Sem Pressa”, de Katherine Funke

Nas 116 páginas, o leitor vai encontrar histórias diferentes, como a produção de chocolates orgânicos, o dia a dia de um restaurante, a restauração de objetivos recuperados de naufrágios e até mesmo sobre a percepção da velocidade do tempo da neta de Dorival Caymmi, Stella. Também há dois perfis: do fotógrafo Christian Cravo e do cineasta Bernard Attal. A linha que costura as histórias é a passagem do tempo. Todas elas falam sobre ofícios que levam isso em consideração.

Nascida em Joinville e criada em Pirabeiraba (onde editava um jornalzinho (Jornal da Turma) para os vizinhos quando era criança), Katherine se formou em Jornalismo pela Faculdade Ielusc em 2002. No ano seguinte já estava na capital baiana, onde seu trabalho rendeu um prêmio no Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística e uma final do Prêmio Esso, o mais importante da categoria no Brasil.

Começou a se aventurar mais frequentemente pela literatura em 2010, quando lançou “Notas mínimas”, criado a partir das postagens de um blog. Daí não parou mais, lançando trabalhos de diferentes gêneros nos últimos anos. Voltou para Joinville em 2016 (depois de uma parada em Florianópolis) e abriu a editora Micronotas no seguinte, além de participar de outras agitações culturais. Entre 2016 e 2018 concluiu um mestrado em Literatura na Universidade Federal de Santa Catarina.

Durante esse período, as histórias jornalísticas ficaram guardadas, “fermentando como um bom vinho”, nas palavras da autora. “Relendo os textos, percebi que essa demora para lançar em livro fez decantar os sentidos, os significados e as potências de cada história”, comenta.

Editado pela Micronotas, o livro conta com ilustrações da joinvilense Meryl Ditht e design de Pierre Xavier Themotheo.

Buscadora de histórias

Nadja Vladi é professora da Universidade Federal da Recôncavo(UFRB), doutora em Comunicação e Cultura Contemporânea e também quem assina o prefácio de “Sem pressa”, a convite de Katherine. Ela foi editora da repórter quando ambas trabalhavam para a revista Muito. Curiosamente, ela estava com pouco tempo quando foi perguntada sobre o trabalho, prestes a embarcar para Joinville, onde participa do 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), que ocorre na Univille, e do lançamento do livro na quinta.

Sendo assim, pode falar pouco, mas garantiu que o leitor pode esperar, antes de mais nada, uma leitura prazerosa. “A forma como ela apresenta seus personagens, a delicadeza do texto e essa elegância com a Bahia”, destacou Nadja, que também falou de Katherine:

“Sempre foi um buscadora histórias, com muita sensibilidade e vontade de ouvir o outro. Também sabia fazer as perguntas incômodas.”

Distribuição gratuita

Produzido por meio da Bolsa Funarte de Criação Literária, “Sem pressa” contou com o apoio do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte; Fundação Catarinense de Cultura, Funcultural e Edital Elisabete Anderle de 2017. São 500 exemplares que serão distribuídos gratuitamente.

Eventos

Ainda em setembro, o projeto circula em Joinville e Florianópolis. No dia 13 de setembro, às 19h30, no Teatro do Sesc Joinville, uma roda de conversa em torno do conteúdo do livro reúne alguns pensadores das fronteiras e cruzamentos entre jornalismo (documento) e arte (literatura). Participam da conversa o cineasta Anderson Dresch Dias Correa, o escritor Antonio Pokrywiecki, o doutor em Literatura Edson Burg, a jornalista e doutora em Ciências da Linguagem Marília Crispi de Moraes e a doutora em Literatura Taiza Mara Rauen Moraes.

No dia 15 de setembro, das 14 às 17 horas, também no Sesc Joinville, haverá uma oficina gratuita de criação literária. Em Florianópolis, o lançamento de “Sem pressa” será no dia 21 de setembro, a partir das 20 horas, no Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, com mais uma oficina gratuita, a ser realizada no mesmo dia, entre 16 e 19 horas.

As inscrições para as oficinas abriram no dia 1º de setembro e podem ser feitas pelo e-mail editoramicronotas@gmail.com. Para cada turma, serão 20 vagas. Os interessados devem enviar nome completo, data de nascimento e duas linhas de resposta para a pergunta: “Por que você quer fazer esta oficina?”

Texto: Felipe Silveira
Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *