Joinville reforça a importância da vacina contra o sarampo

Uma doença que havia sido erradicada no Brasil, em 2016, voltou a aparecer – o sarampo. Como é época de férias e viagens, diante da epidemia de sarampo em Manaus e Roraima, e a confirmação de casos no Rio de Janeiro, o Serviço de Imunização (Centro de Vigilância em Saúde), da Secretaria da Saúde de Joinville reforça a importância da vacinação.

O ideal é que a pessoa tenha recebido duas doses durante a vida, feitas normalmente até 1 ano e 3 meses de idade. A proteção ocorre com a vacina Tríplice Viral, que também protege contra caxumba e rubéola.

Quem não recebeu ou não lembra de ter recebido as doses deve procurar uma unidade básica de saúde, pois a vacina é a única maneira de evitar a doença. Para quem nunca foi vacinado, são duas doses até 29 anos, 11 meses e 29 dias. Com 30 anos ou mais é aplicada uma dose.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, transmitida por meio do contato com gotículas produzidas pela tosse ou espirro da pessoa infectada, saliva e superfícies contaminadas. Os sintomas são semelhantes ao de um resfriado (fadiga, febre, coriza, tosse forte ou seca), com o diferencial das erupções ou manchas na pele. Também pode ocorrer dor de cabeça, dor de garganta e conjuntivite.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Informações: Prefeitura de Joinville

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *