Justiça de SC arquiva denúncia contra Raimundo Colombo

A Justiça de Santa Catarina arquivou o processo criminal contra o ex-governador Raimundo Colombo e contra o ex-secretário da Fazenda Antonio Gavazzoni. Os dois foram mencionados, em maio de 2017, na delação premiada do executivo Ricardo Saud, da empresa JBS, acusados de negociar a privatização da Companhia Catarinense de Águas de Saneamento (Casan) e receber R$ 10 milhões por isso. A acusação foi considerada inconsistente.

Leia a matéria publicada em maio de 2017:
Raimundo Colombo aparece em delação premiada da JBS

“Eu sempre tive certeza absoluta que esse seria o resultado, por uma questão de consciência, porque sei que não cometi nenhum crime”, disse o ex-governador em suas redes sociais, texto que foi acompanhado de uma foto com Gavazzoni.

O ex-secretário, homem forte do governo à época, também comentou a decisão. Ele lembrou que saiu voluntariamente do governo na ocasião para provar a inocência e disse que “a verdade por fim apareceu”.

A decisão do juiz Fernando Vieira Luiz, da 2ª Vara Criminal de Florianópolis, seguiu o parecer do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que apontava inconsistências na delação. A principal delas seria relativa às datas, além da falta de detalhamento da suposta negociação.

Raimundo Colombo é pré-candidato ao Senado Federal por Santa Catarina. Eleito pela primeira vez em 2010 e reeleito em 2014, renunciou ao mandato em abril deste ano. O vice Eduardo Pinho Moreira assumiu o governo estadual.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Governo de SC/Arquivo

Um comentário em “Justiça de SC arquiva denúncia contra Raimundo Colombo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *