IPTU faz arrecadação do município subir nos primeiros quatro meses

Nesta quarta-feira (30), a Secretaria da Fazenda (Sefaz) fez a prestação de contas do período entre janeiro e abril. O balanço aponta uma arrecadação de R$ 743 milhões no período, o que seria explicado, em grande parte, pela receita obtida com o IPTU, geralmente maior no começo do ano.

Em janeiro, a prefeitura recebeu R$ 84 milhões do imposto. Porém, o valor recebido em fevereiro foi de R$ 16,7 milhões. Em março e abril o valor se estabilizou em torno de R$ 8 milhões. O motivo, segundo a secretaria, é o desconto previsto para o pagamento integral previsto para os dois primeiros meses do ano.

O município teve no período uma despesa total de R$ 443 milhões, da qual a mais expressiva é a destinada à saúde (R$ 161 milhões, 35%). Educação (R$ 92 milhões, 20%) e previdência (R$ 58 milhões, 12,7%) são os campos que vêm na sequência das maiores despesas. As despesas com folha somaram 50,1% da receita corrente líquida.

O diretor executivo da Sefaz, Caio Amaral, disse que a Secretaria tem uma preocupação em especial com a redução da arrecadação do ICMS, do qual o município recebe uma parcela. “Em uma série histórica de três anos, o município acumula em torno de R$ 120 milhões de redução, valor que acende um alerta para o planejamento financeiro do município”, disse.

Edição: Alexandre Perger
Foto: CVJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *