IMPAR ganha dois novos núcleos artísticos e de pesquisa

A terapeuta ocupacional, atriz e professora de teatro Nathielle Wougles é a nova presidente do Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento (IMPAR). Coordenadora Terapêutica do Centro de [Trans]formação Cultural Arte para Todos, integrante do Coletivo Impar de Teatro, do Grupo de Teatro Arte para Todos e do Grupo de Teatro Libração, ela assumiu em maio a gestão do instituto, após um período de transição que começou em março de 2018.

Nathielle Wougles assumiu a presidência da instituição

“É uma grande responsabilidade, mas sinto isso de maneira muito leve porque sei que meus companheiros de trabalho/vida dividem as dificuldades e conquistas, em um novo modelo de gestão compartilhada. É um momento difícil, de resistência, e de busca por novas formas de gerar receitas para o IMPAR e para o Centro, mas sou otimista porque mais uma vez estou com um time de pessoas incríveis e engajadas e a posse como presidente pode oxigenar ainda mais nossos ideais. Somos bons porque estamos juntos e acreditamos na nossa verdade”, afirma Nathielle.

O IMPAR também atualizou os seus estatutos com a entrada de dois novos associados, o arquiteto José Mauro Santos da Silva e a artista de teatro Manoella Carolina Rego, e a criação de duas novas unidades artísticas e de pesquisa: a unidade Experimental em música, sob a coordenação da pianista e agente cultural Marisa Toledo; e a unidade de Memória e Patrimônio, sob a coordenação da jornalista e escritora Maria Cristina Dias.

“A Unidade Experimental em Música tem como proposta desenvolver projetos e ações de pesquisa, experimentação, fomento e formação em música, em vertentes abertas, que contemplem variadas expressões de estilo, gênero e manifestações”, explica Marisa Toledo.

“A criação de uma unidade dedicada à Memória e Patrimônio abre a possibilidade de estudos e projetos na área, contribuindo para o registro e preservação de aspectos da nossa cultura e história”, afirma Maria Cristina Dias.

Fundado em 2011, em Joinville, O IMPAR é uma associação cultural privada, de utilidade pública municipal e sem fins lucrativos, voltada à formação, fomento e pesquisa de atividades nas áreas de dança, música, teatro, linguagem corporal e memória. Tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento humano e social, por meio de ações e projetos culturais nas áreas de:

Pesquisa, produção, formação, publicações e eventos;
Inclusão social por meio das artes;
Desenvolvimento e profissionalização de agentes culturais;
Fortalecimento da economia da cultura.

O IMPAR é composto das seguintes unidades artísticas: Arte para Todos, Coletivo IMPAR de Teatro, Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Linguagem Corporal, unidade Experimental de Música e núcleo de Memória e Patrimônio. No início de 2018, junto com a Associação Joinvilense de Apoio e Inclusão de Crianças Especiais (AJAICE), inaugurou o Centro de [Trans]formação Cultural – Arte para Todos, um novo espaço cultural em Joinville, que tem a proposta de fomentar a inclusão e o desenvolvimento das pessoas por meio da arte.

Apoie esta ideia

Para contribuir com o funcionamento e melhorias do Centro de [Trans]formação Cultural – Arte para Todos, o IMPAR e a AJAICE lançaram em maio uma campanha de financiamento coletivo por meio do Apoia.se, uma plataforma de financiamento coletivo recorrente, que promove a corresponsabilização e aproximação entre público e produtores culturais. Para contribuir, basta acessar o site da campanha e seguir o passo a passo do site. Quem contribui ganha uma recompensa, que é especificada no site.

Confira o vídeo da campanha

Edição: Felipe Silveira
Fotos e informações: IMPAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *