Quatro frigoríficos de SC podem exportar carne suína para Coreia do Sul

Santa Catarina é o primeiro e único Estado do Brasil habilitado a exportar carne suína para Coreia do Sul. Inicialmente, quatro plantas estão autorizadas a vender o produto: Aurora Alimentos, Pamplona Alimentos, BRF de Campos Novos e JBS de Seara. A expectativa do setor é de que o Estado exporte 30 mil toneladas de carne suína por ano.

A Coreia do Sul é o quarto maior importador de carne suína do mundo, sendo que apenas no ano de 2017 foram adquiridas 600 mil toneladas do produto, mais do que o dobro do total exportado por Santa Catarina no mesmo ano.

“Finalmente vamos colher os resultados de todo o esforço empregado na busca pela excelência sanitária de nossos rebanhos. Além de representar o crescimento econômico para o Estado, consolida a força do agronegócio catarinense”, comentou o governador Eduardo Pinho Moreira.

O acesso exclusivo dos frigoríficos catarinenses deve-se ao fato de que o país só compra carne suína de países ou regiões livres de febre aftosa sem vacinação, reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). “Santa Catarina é o único Estado do país a cumprir esse requisito, por isso, é importante reconhecer e continuar essa feliz parceria com a cadeia produtiva”, disse Moreira.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, as perspectivas de negócios são muito boas e podem trazer um aumento na produção e na renda dos produtores e agroindústrias catarinenses. “O grande desafio será fechar negócios com lucratividade, já que a Coreia do Sul impõe uma taxa de 25% nas importações. Agora está na mão do mercado, pois todas as etapas de regulamentação governamental já foram vencidas”, ressalta.

As negociações para exportar carne suína para a Coreia do Sul ocorrem há mais de dez anos e o status sanitário diferenciado de Santa Catarina teve um papel fundamental nesse processo. Airton Spies destaca que as exportações para esses mercados mais competitivos, como Japão e Coreia do Sul, demonstram a qualidade dos produtos catarinenses e mostram que o status sanitário diferenciado traz resultados efetivos para a economia do estado.

Santa Catarina é o maior produtor e exportador de carne suína do Brasil. E o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e também livre de peste suína clássica, com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

São cerca de 13 mil criadores integrados às agroindústrias e independentes, que produziram 980 mil toneladas de carne suína em 2017 – 28,2% dessa produção foi destinada ao mercado externo. No último ano, Santa Catarina respondeu por 40% das exportações brasileiras de carne suína, gerando uma receita de US$ 369,2 milhões. A carne suína catarinense chega a mais de 50 países e os principais compradores são: China, Hong Kong, Chile e Argentina.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Governo de SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *