Udo Döhler desiste de candidatura ao governo do estado

O prefeito de Joinville, Udo Döhler (PMDB) tentou, mas não conseguiu apoio suficiente para disputar a eleição ao governo de Santa Catarina. Udo comunicou a desistência na tarde desta quinta-feira (22). A informação foi divulgada pela Prefeitura de Joinville.

Com o nome cogitado desde meados do ano passado, Udo confirmou que poderia ser o candidato do partido em dezembro, mas começou a trabalhar mais ativamente para conseguir a indicação nos últimos meses. Viajou algumas vezes a Florianópolis, onde conversou com o governador Eduardo Pinho Moreira e outras lideranças do PMDB. Também esteve em Blumenau, onde conversou com o prefeito Napoleão Bernardes (PSDB), outro nome cotado para a disputa.

De acordo com comentaristas da política estadual, Udo era o nome em torno do qual se reuniria a tríplice aliança (PMDB, PSDB e PSD). Chegou a ter a preferência do governador Raimundo Colombo (PSD), mas sua demora em confirmar a pré-candidatura fez seu nome perder força.

Agora, o PMDB tem o deputado federal Mauro Mariani como pré-candidato, mas ainda pode contar com o governador interino Eduardo Pinho Moreira. O último tem usado seus dias no governo para marcar seu nome e pode ser candidato sem renunciar.

Udo Döhler comanda uma indústria têxtil que leva seu sobrenome. A empresa familiar começou suas atividades em 1881 e é uma das mais fortes de Santa Catarina, de modo que Udo Döhler sempre esteve entre os mais ricos catarinenses. Sempre participou da política da cidade, mas só disputou o primeiro cargo eletivo em 2012, quando se elegeu prefeito. Quatro anos depois, a reeleição. Os bons resultados eleitorais o fizeram cogitar um salto maior, para Florianópolis. O anúncio desta quinta-feira, no entanto, mostrou que este plano será esquecido ou ficará para uma próxima.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Arquivo/Prefeitura de Joinville

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *