Ato em Joinville vai homenagear Marielle Franco, vereadora assassinada no RJ

Nesta quinta-feira (15), às 18 horas, na Praça da Bandeira, será realizado um ato em homenagem a vereadora Marielle Franco (PSOL) e Anderson Pedro Gomes, seu motorista. Eles foram assassinados na noite de quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, em um crime que, ao que tudo indica, foi execução. Foram pelo menos nove tiros, sendo que quatro acertaram a cabeça da militante.

Marielle era ativista pelos direitos humanos. Mulher negra, mãe aos 18 anos, nasceu e cresceu na favela da Maré. Trabalhou por dez anos como assessora do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) e chegou à Câmara de Vereadores no ano passado. Na eleição de 2016, foi a quinta mais votada. Havia participado, horas antes do crime, de um evento chamado “Jovens Negras Movendo as Estruturas”.

O crime chocou o país. Ainda durante a noite, diversas personalidades públicas e entidades manifestaram pesar pela morte de Marielle e Anderson e cobraram a investigação rigorosa. Diversos atos foram chamados, em todo o Brasil, para homenagear os dois mortos. Em Santa Catarina, além de Joinville, haverá uma manifestação em Florianópolis.

Marielle havia denunciado, há cinco dias, a violência policial na comunidade do Acari. “Precisamos gritar para que todos saibam o está acontecendo em Acari nesse momento. O 41° Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro está aterrorizando e violentando moradores de Acari”, escreveu a vereadora no domingo. Por isso, o PSOL, em nota oficial, aponta a possibilidade de ter sido um crime político.

O ato em Joinville foi chamado por militantes do PSOL Joinville, que convidam toda a comunidade solidária à dor da família e dos amigos daqueles que se foram.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Thais Alvarenga/Página de Marielle Franco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *