Morre o Padre Luiz Facchini, fundador das cozinhas comunitárias

Morreu nesta segunda-feira (5), aos 76 anos, o Padre Luiz Facchini. A informação foi confirmada pela Fundação Pe. Luiz Facchini, mas a causa da morte ainda não foi divulgada. A hipótese mais provável é ataque cardíaco. O velório será na Paróquia Cristo Ressuscitado (rua Guararapes, 100, Floresta).

Atualização: O vereador Rodrigo Fachini, sobrinho do Padre Facchini, informa que o velório ocorre a partir das 21 horas desta segunda-feira na Paróquia Cristo Ressuscitado. Logo em seguida, às 22 horas, ocorre uma missa. Amanhã, terça-feira, haverá uma missa, às 9h30 na própria paróquia. Às 15 horas o cortejo fúnebre sai em direção à Catedral São Francisco Xavier, no Centro de Joinville, onde, às 16 horas, ocorre uma missa de corpo presente. A missa será celebrada pelo bispo da Diocese de Joinville, Dom Francisco Carlos Bach. Logo depois o corpo do Padre Luiz Facchini será sepultado na Cripta da Catedral.

Padre Facchini construiu, ao longo da vida, uma rica história de luta ao lado dos pobres. Ligado à Teologia da Libertação, foi o fundador, em 1994, das cozinhas comunitárias que alimentaram milhares de crianças em Joinville. Com o passar dos anos, a demanda das cozinhas comunitárias diminuiu e várias foram fechadas. A fundação, que mudou o nome de Pauli-Madi para Pe. Luiz Facchini, passou a se dedicar mais ativamente para o Projeto Cidadão do Futuro, que oferece atividades artísticas e esportivas para crianças e adolescentes, mas sem deixar de atender os necessitados.

Sua atuação sempre incomodou as alas conservadoras da Igreja Católica e também a ditadura militar. Nascido em Taió, estudou teologia e foi ordenado padre em 1969, na Suíça. Voltou ao Brasil e celebrou, na Páscoa de 1970, sua primeira missa na cidade natal. Logo em seguida se tornou vigário em São Francisco do Sul e, em 1971, assumiu a coordenação das pastorais da Diocese de Joinville. Nessa época atuou na construção das Comunidades Eclesiais de Base, um movimento católico e popular.

Fez história à frente da Paróquia Cristo Ressuscitado, no bairro Floresta, onde ficou por 25 anos, desde 1975. Foi o primeiro padre da paróquia, quando a comunidade foi desmembrada da Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Discutindo as desigualdades sociais que afetavam diretamente os fiéis, foi chamado de comunista e “padre vermelho”. Chegou a ser ameaçado pelo Comando de Caça aos Comunistas (CCC), milícia de extrema direita, durante a ditadura.

Em 2012, foi afastado das suas funções da Paróquia São Luiz Gonzaga, no bairro Itinga, em Araquari, pelo bispo Dom Irineu Roque Scherer. Passou, então, a celebrar missas na sede da fundação. No entanto, com a chegada de Dom Francisco, bispo de Joinville, voltou a celebrar missas oficiais na Igreja Menino Jesus, no bairro Itinga.

Padre Luiz Facchini era tio do vereador Rodrigo Facchini (PMDB) e irmão do político João Fachini (PMDB).

Manifestações de pesar

Nas redes sociais, os joinvilenses lamentam a morte do religioso. A Prefeitura de Joinville divulgou uma nota de pesar em que lamenta o falecimento e “se solidariza aos seus familiares, amigos e fiéis, que sempre acompanharam os trabalhos sociais realizados por ele, principalmente às pessoas mais carentes. Padre Facchini foi exemplo para todos de um cidadão dedicado ao bem e em ajudar o próximo.”

O vereador Rodrigo Fachini publicou uma foto e uma mensagem ao tio:

Te amo muito meu Tio. Saudades eternas.Tio, Padre Luiz Facchini, uma vida dedicada ao próximo, uma vida de amor e…

Posted by Rodrigo Fachini on Monday, 5 March 2018

O deputado estadual Darci de Matos (PSD) divulgou uma matéria sobre a morte do padre. “Quem teve a honra de conhecê-lo sabe o quanto foi especial. O criador de cozinhas comunitárias em Joinville, sempre lutou em prol dos menos favorecidos, um exemplo a ser seguido”, escreveu.

Leonel Camasão, pré-candidato do PSOL ao governo de SC, manifestou imenso pesar em seu Twitter.

A Fundação que leva o nome do Padre Fachini também compartilhou uma nota de pesar:

Nota de Falecimento

Posted by Fundaçao Pe. Luiz Facchini on Monday, 5 March 2018

O jornal O Mirante vai trazer mais informações, ao longo das próximas horas e dos próximos dias, sobre a vida e a morte do Padre Luiz Facchini. Acompanhe.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Fundação Pe. Luiz Facchini

Um comentário em “Morre o Padre Luiz Facchini, fundador das cozinhas comunitárias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *