Em conferência, PSOL confirma Leonel Camasão como pré-candidato ao governo de SC

Candidato à Prefeitura de Joinville na eleição de 2012, o jornalista Leonel Camasão foi confirmado como o pré-candidato do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) ao governo de Santa Catarina. A conferência eleitoral ocorreu no sábado (3), em Florianópolis. A informação da pré-candidatura de Camasão foi publicada em primeira mão pelo jornal O Mirante no início de fevereiro.

Camasão disputou a preferência do partido com dois pré-candidatos: o jornalista Serge Goulart, de Florianópolis, e o professor Antônio Valmor de Campos, de Chapecó. O primeiro, porém, acompanhado por seus apoiadores, abandonou a conferência após propor uma nova forma de escolha do pré-candidato do partido, que não chegou a ser votada, pois a forma de escolha já havia sido definida em reuniões anteriores. Os delegados e suplentes do congresso do partido, que ocorreu em novembro, estavam aptos a votar. Caso algum não pudesse participar, ele ou ela poderia indicar algum filiado que participou das plenárias para assumir a função e votar.

O evento contou com a apresentação de pré-candidatos aos cargos políticos nas eleições de outubro. De Joinville, já são pré-candidatos o ex-vereador Adilson Mariano e a estudante Mayara Colzani, ambos da tendência Esquerda Marxista (EM), além da fotógrafa Jessica Michels e do militante Eduardo Rodrigues, os dois integrantes do Coletivo Rosa Zumbi (CRZ). Os dois agrupamentos internos do partido são atuantes em Joinville. A sigla ainda vai definir quais serão os candidatos e as candidatas ao Senado e a vice.

Trajetória política

Nascido em São Paulo, Leonel Camasão chegou em Joinville durante a adolescência, em 2001. Despertou para a política ainda na escola, quando atuou no grêmio estudantil do Escola de Ensino Médio Governador Celso Ramos. Na juventude, ajudou a construir e militou pelo Movimento Passe Livre (MPL) de Joinville. Ingressou no curso de Jornalismo da Associação Bom Jesus/Ielusc, em 2004, e presidiu o diretório acadêmico em uma época que o movimento estudantil foi bastante atuante no município. Formado, chegou a cobrir a eleição de 2008 como jornalista pelo jornal A Notícia. A vida política, no entanto, falou mais alto, e pouco tempo depois ele estava do outro lado do balcão.

Em dezembro de 2008, com outros militantes do MPL, decidiu apostar no PSOL, a sigla com ideais de esquerda e postura crítica ao Partido dos Trabalhadores (PT), que então governava o país na figura de Lula. Aquele grupo, no entanto, seguiu trajetórias diferentes dentro do partido. Camasão se aproximou do grupo de Afrânio Boppré, a Ação Popular Socialista (APS), e abraçou o partido, trabalhando fortemente pelo seu crescimento em todo o estado e assumindo diversas funções ao longo dos anos. Nesse período, a família também cresceu. É casado com Rebecca Neto, também militante do partido, com quem tem dois meninos, de 6 e 4 anos.

Aos 31 anos, já participou de três eleições (sem contar as estudantis e sindicais). Em 2010, fez uma boa estreia nas urnas, com 1.675 votos para a Câmara Federal. Dois anos depois, causou boa impressão em uma disputa apertada para a Prefeitura de Joinville. Foram 10.017 votos. Da época, ele se orgulha de ter pautado temas que, acredita, não seriam discutidos, como tarifa zero no transporte público, federalização da Univille e questões de gênero (feminismo e LGBT).

Brigou por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) em 2014. Com 5.807 votos, ficou na 125ª posição. Preferiu não disputar a eleição de 2016. Morando há pouco tempo em Florianópolis e cursando o mestrado em Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ficou somente nos bastidores. Nessa época, além de dirigente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (é o tesoureiro da entidade na atual gestão), também fazia parte da direção estadual do partido.

Com o mestrado concluído no ano passado, Camasão é mestre em jornalismo pela UFSC e trabalha no gabinete do vereador Afrânio Boppré, de Florianópolis. Além de tesoureiro do Sindicato dos Jornalistas, é presidente do PSOL de Florianópolis.

Seminários regionais

Nos próximos meses, o PSOL de Santa Catarina vai realizar seminários regionais que serviram como base para a construção do plano de governo em conjunto com a militância e com a sociedade em geral que desejar participar.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Antônio Spengler/PSOL SC

Um comentário em “Em conferência, PSOL confirma Leonel Camasão como pré-candidato ao governo de SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *