Mulheres lotam plenário para protestar contra machismo de deputado

“Mexeu com uma, mexeu com todas”. O lema feminista foi visto na prática nesta terça-feira (27), quando dezenas de mulheres lotaram o plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) para protestar contra a declaração machista do deputado Roberto Salum (PRB).

Na última quarta-feira (21), enquanto discutia com a deputada Ana Paula Lima (PT), Salum disse que preferia discutir com o marido de Ana Paula, o deputado federal Décio Lima (PT), ” que é homem”.

Leia também: Roberto Salum faz comentário machista para Ana Paula Lima na Alesc

A reação foi imediata. Primeiro por parte da bancada petista, que saiu em defesa de Ana Paula. A própria desafiou o deputado. ” Quem não debate comigo é porque não tem argumento”, disse. Um vídeo com os comentários circulou nas redes sociais e causou protestos em todo o Brasil.

Em seu discurso, Ana Paula agradeceu as manifestações de apoio e cobrou dos homens mudança de atitude. “Todo carinho e apoio recebido nos últimos dias dão a certeza de que estou no lugar certo, somos seres políticos e fazemos política o dia inteiro. Muitos homens ainda não aceitam o papel protagonista das mulheres: nos matam, nos mutilam, mas não nos calam, queremos uma sociedade justa entre homens e mulheres, nem mais, nem menos. Queremos respeito, não me venham com flores, mas com mudanças nas atitudes”, reivindicou a parlamentar.

A deputada estadual Luciane Carminatti (PT) lembrou o Dia Internacional das Mulheres e destacou que trata-se de uma data de luta. “Estamos nos aproximando do 8 de março e há temas mais atuais do que nunca: a luta das mulheres, a resistência, o vencimento de preconceitos, é uma luta contínua”, avaliou.

Salum se defendeu na tribuna, fazendo acusações para Ana Paula, seu marido e seu partido, e garantiu que não estar “preocupado com as vaias”.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Solon Soares/Agência AL
Informações: Agência AL

Um comentário em “Mulheres lotam plenário para protestar contra machismo de deputado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *