“É a eleição da minha vida”, diz Sidney Sabel sobre 2018

Filiado ao Democratas desde setembro do ano passado e atual presidente da legenda, Sidney Sabel colocou seu nome à disposição do partido e é pré-candidato a deputado estadual. “É a eleição da minha vida”, diz o político, que atualmente é responsável pela subprefeitura de Pirabeiraba.

Em 2016, Sidney Sabel vinha de um mandato como vereador e era um nome forte para concorrer a reeleição pelo PP. Mas o partido acabou não incluindo seu nome na lista de candidatos, o que provocou sua desfiliação.

A nomeação de Sabel como secretário da extinta Secretaria Distrital de Pirabeiraba foi um dos motivos que causou atrito entre ele e o partido, pois seria uma aproximação com o PMDB do prefeito Udo Döhler.

Sabel chama a não indicação para a reeleição em 2016 de golpe e diz que esse episódio é um dos motivos para que essa eleição seja tão importante para sua carreira política. A experiência, a idade, a trajetória e o momento político atual também pesam. “Vislumbro dentro do DEM uma grande oportunidade que dificilmente encontraria em outro partido.

Sobre as movimentações, Sabel conta que está percorrendo vários municípios. “Estamos em busca de apoio para o nosso pleito”, relata.

Atualmente, o DEM não conta com nenhum representante de Joinville na Assembleia Legislativa e também não tem nenhum vereador na cidade. Apesar disso, o partido angariou 414 novos filiados entre abril e outubro de 2017, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral. Em números absolutos, foi o partido que com maior aumento no quadro de filiações no período, que saltou de 3.225 para 3.639.

E, como presidente do partido, Sabel garante que tem feito apelo em todas as reuniões, pedindo que novas lideranças sejam filiadas. “Nosso trabalho será medido das urnas”, diz.

Elton Guerra, que foi presidente até setembro, diz que o número alto de filiações se deve a um trabalho intenso de reuniões e visitas, dentro de um esforço para “fazer política fora das eleições”.

Outros partidos grandes na cidade tiveram perdas ou registraram crescimento mais tímido. O PMDB, que tem a prefeitura e maioria na Câmara de Vereadores, perdeu 23 filiados no mesmo período e hoje 7.871 membros.

Texto: Alexandre Perger
Foto: Câmara de Vereadores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *