Servidores do Hospital São José realizam assembleia contra extinção de cargos

Nesta segunda-feira (5), às 19 horas, os servidores do Hospital Municipal São José (HMSJ) participam de assembleia no Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (Sinsej). Eles vão discutir o que fazer diante do Projeto de Lei Complementar 122/2017, que prevê a extinção de 26 cargos somente no hospital. O PLC, de autoria do Executivo, coloca também um fim a outras 10 funções da Prefeitura. Ao todo, serão fechados 36 cargos no município.

De acordo com a nota do sindicato, ao mesmo tempo que extingue cargos, a Prefeitura Udo concede “um aumento exorbitante” para outras 15 funções dentro do HMSJ. O PL 5/2018 prevê uma gratificação de R$ 2.777,16 para 13 Líderes de Área Médica e de R$ 807,79 para duas funções de Responsabilidade Técnica. Este projeto tem outro agravante: se aprovado, terá efeitos retroativos a 25 de janeiro de 2017.

Segundo o Sinsej, a aprovação do PLC é mais um passo para ampliar a privatização de todos os serviços no município. A partir deste ano a função de cozinheiras da Prefeitura passa a ser realizado por uma empresa privada. “As concursadas já sofrem os impactos, com transferências arbitrárias. Essa medida, se concretizada, aumenta o déficit do Ipreville, colocando em risco a aposentadoria de todos os servidores”, registra a nota.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Sinsej

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *