Catracaço marca segundo protesto contra aumento da tarifa de ônibus em Joinville

Na segunda-feira (15), o Movimento Passe Livre (MPL) de Joinville protestou pela segunda vez em 2018 contra o aumento da tarifa do transporte coletivo, que passou a valer no dia 2 de janeiro. Diferente do primeiro protesto, realizado no dia 8, o grupo conseguiu realizar seu tradicional catracaço. Cerca de 100 pessoas participaram da manifestação.

Clique aqui e saiba como foi a primeira manifestação do ano

Após assembleia realizada na Praça da Bandeira para decidir o trajeto do protesto, os manifestantes saíram às ruas gritando palavras de ordem e carregando cartazes e faixas contra o aumento da passagem, a Prefeitura de Joinville e as empresas Gidion e Transtusa.

Algumas ruas foram bloqueadas pelos manifestantes, que liberaram apenas as faixas exclusivas de ônibus. A Polícia Militar acompanhou todo o protesto. Desta vez, não houve confronto entre manifestantes e policiais.

Chegando no Terminal Central, o grupo tentou realizar seu tradicional catracaço – ato de pular e passar por baixo das catracas sem pagar -, mas foi impedido por policiais e seguranças contratados pelas empresas concessionárias – eram cerca de 30 trabalhadores uniformizados com coletes laranjas.

Nisso, o grupo decidiu entrar no terminal pela lateral, desta vez sem qualquer tipo de resistência da polícia ou dos seguranças.
Houve troca de empurrões quando os manifestantes bloquearam uma das saídas e passaram a incentivar outros usuários do transporte coletivo a entrar no terminal sem pagar. Os seguranças desistiram e as catracas foram dribladas por cerca de meia hora.

Em breve, esta matéria será atualizada com um vídeo da manifestação.

Texto e foto: Alex Sander Magdyel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *