Veja como foi o primeiro protesto contra o aumento da tarifa de 2018

Entra ano, sai ano, e os policiais militares de Joinville continuam a frequentar manifestações populares sem identificação. Não foi diferente no primeiro ato contra o aumento da tarifa de transporte coletivo da cidade em 2018, que ocorreu na segunda-feira (8). A manifestação, chamada pelo Movimento Passe Livre (MPL), teve um pequeno tumulto causado pela Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), que quis obrigar os manifestantes a ocupar somente uma faixa da pista.

Marcado para as 18 horas, na Praça da Bandeira, o protesto contou com pouco mais de 100 pessoas. Com faixas e cartazes, o grupo saiu em passeata pelas ruas centrais, acompanhados pela PM. Dentro do terminal, seguranças contratados pelas empresas guardavam as catracas para evitar um “catracaço”, nome dado pelos manifestantes ao ato de pular a catraca em protesto aos preços cobrados pela passagem de ônibus.

A passeata corria bem até que policiais militares começaram a empurrar participantes para metade da pista. Eles queriam liberar a passagem dos carros, algo que não faz sentido na história dos protestos. É reconhecido universalmente que passeatas e manifestações fecham ruas. Vale para atos de esquerda e de direita.

Um tumulto ocorreu em decorrência dos empurrões dos policiais e um manifestante chegou a ser detido. Um repórter do jornal O Mirante também chegou a ser ameaçado, sendo obrigado pelo policial a usar o crachá, algo que não está previsto na lei. Repórteres não precisam de crachá para trabalhar, diferentemente dos policiais, que são obrigados a se identificar e não estavam fazendo isso.

Um manifestante chegou a ser detido, mas liberado diante da atitude dos demais, que decidiram não ir embora enquanto ele não fosse liberado. Após isso, a manifestação seguiu normalmente pelas ruas do centro. Os manifestantes voltaram ao terminal e entraram pela via dos ônibus. Os seguranças não tiveram o que fazer e apenas aguardaram o pagamento do dia.

A próxima manifestação está marcada para a próxima segunda-feira (15), às 18 horas, na Praça da Bandeira.

Texto: Felipe Silveira
Imagens: Alex Sander Magdyel e Felipe Silveira

Confira as imagens do protesto

Policiais tumultuam ato contra aumento da tarifa de ônibus

Veja como foi o primeiro ato contra o aumento da tarifa de transporte coletivo em Joinville.Além de tumultuar o protesto, policiais militares sem identificação agrediram manifestantes e um jornalista. Confira no vídeo e veja a matéria completa, com galeria de fotos, no link abaixo:http://omirantejoinville.com.br/2018/01/09/veja-como-foi-o-primeiro-protesto-contra-o-aumento-da-tarifa-de-2018/

Posted by O Mirante on Tuesday, 9 January 2018

Um comentário em “Veja como foi o primeiro protesto contra o aumento da tarifa de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *