Protesto contra aumento da tarifa de ônibus já tem data marcada

Na próxima segunda-feira (8), às 18 horas, ocorre uma manifestação contra o aumento da tarifa de transporte coletivo de Joinville. A concentração será na Praça da Bandeira, ao lado do terminal central. Anunciada na última quinzena de 2017, a nova tarifa entrou em vigor nesta terça-feira (2), primeiro dia útil de 2018. Agora, o bilhete comprado antecipadamente custa R$ 4,30 (era R$ 4) e o embarcado (dentro do ônibus) custa R$ 4,65 (era R$ 4,50).

Leia também:
Passagem de ônibus sobe acima da inflação e vai para R$ 4,30
Aumento da tarifa pode tirar ainda mais usuários do transporte coletivo

O aumento (7,5%) é superior à inflação (2,5%). Segundo a Prefeitura, isso ocorre porque a Justiça determinou que o reajuste deve ser dado de acordo com a planilha de custos apresentada pelas empresas Transtusa e Gidion, que operam o serviço na cidade. As duas empresas não passaram por processo licitatório, mas uma permissão renovada constantemente, o que está em desacordo com a Constituição Federal.

O protesto está sendo chamado pelo Movimento Passe Livre (MPL) de Joinville. As manifestações ocorrem a cada aumento, mas dependem da participação popular para ter efeito. Para um membro do movimento social que prefere não se identificar, a adesão será grande desta vez.

“Estamos com boas expectativas para as manifestações desse ano. A revolta, que sempre foi grande, está bem maior em 2018. Tanto nos bairros como nas redes sociais. A participação da população é fundamental, pois só com pressão popular será possível barrar o aumento de tarifa”, comentou.

Texto: Felipe Silveira
Foto: MPL Joinville
Nota do editor: o jornal O Mirante prefere dar nomes às fontes, mas avalia e respeita os casos em que isso não é possível, especialmente quando há histórico de perseguição política em situações similares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *