Servidores em greve participam de reunião na Câmara

Os servidores de Joinville que estão em greve participaram da reunião da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores na tarde de quarta-feira (13). Eles apresentaram aos parlamentares as reivindicações da categoria e pediram ajuda para cobrar do prefeito Udo Döhler a antecipação da mesa de negociação.

“O Executivo marcou uma reunião apenas para sexta-feira, 10 horas, e está remanejando servidores da atenção básica, que não têm a prática de emergência, colocando em risco eles mesmos enquanto técnicos e, acima de tudo, a vida dos pacientes”, denunciou a diretora do Sinsej Deise Lima.

Um técnico de enfermagem do PA Leste também falou sobre a situação enfrentada pelos trabalhadores: “Nossa queixa não é simplesmente por um abono que sempre recebemos. A demanda do PA Leste no período de recesso está crescendo em progressão geométrica. Há alguns anos atendíamos cinco pacientes por hora, passou para 10 no ano seguinte, para 20 e 40 no próximo. E simplesmente não ocorre planejamento”.

Emocionado, ele dirigiu-se aos vereadores. “Se vocês querem que o trabalho das pessoas seja humanizado, por favor, tratem com humanização o funcionário”, disse o técnico.

A greve dos servidores que trabalham no recesso completa quatro dias nesta quinta-feira (14). A maior adesão ao movimento é nos PAs, onde 80% da categoria está paralisada. Os servidores desejam voltar a atender a população o mais rápido possível e, para isso, pedem que o prefeito receba o sindicato e atenda às reivindicações.

O líder do governo na Câmara, vereador Cláudio Aragão (PMDB), prometeu telefonar para o prefeito e solicitar a antecipação da reunião agendada.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Francine Hellmann/Sinsej
Informações: Sinsej

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *