Campanha de arrecadação de sobras de materiais de construção é lançada em Joinville

Dezembro é época de arrumar a casa, liberar espaço e descartar o que já não é mais usado pela família. É praticamente uma tradição em muitos lares. Apostando nisso, uma empresa de Joinville lançou uma campanha voltada para arrecadar sobras de materiais de construção em bom estado de uso, que não serão mais utilizadas e podem estar esquecidas em garagens e depósitos. A ideia é usar esses excedentes para baratear custos de obras em casas de famílias que ganham até três salários mínimos.

Pessoas dessa faixa de renda compõem o público atendido pela MoraLar – Arquitetura Social, empresa que tem como um dos focos de sua atuação a reutilização de materiais da construção civil. “Muita gente não sabe o que fazer com o que sobra de suas obras e, quando não as deixam guardadas em algum canto, as descartam, sem fazer ideia de que esse material poderia ajudar a melhorar a qualidade de moradia de outras pessoas”, explica a arquiteta Fernanda Adiers, idealizadora da empresa.

A ideia do reaproveitamento surgiu quando ela começou a observar, no dia a dia da profissão, o desperdício de materiais que acabavam não sendo utilizados e iam parar no aterro sanitário da cidade. “Eram sobras de cerâmicas, pisos, tintas, tomadas, massas e outros materiais que poderiam ter um melhor destino. Às vezes, as pessoas fazem reformas, fazem mudanças em partes da casa e o que não será mais usado pode muito bem ser reaproveitado em outra obra”, acrescenta a arquiteta.

Podem ser doados materiais como: sobras de tintas, pincéis e bandejas de pintura, cerâmicas, pisos e demais revestimentos, cimento, argamassas e rejuntes, acessórios como tomadas, interruptores, lâmpadas, fios, torneiras, ferramentas em geral, entre outros. Os doadores terão o contato cadastrado pela empresa e receberão informações sobre como e onde o material foi usado.

Para que possa ser reutilizado, o material precisa estar em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade, especialmente no caso de tintas, rejuntes e argamassas. Quem quiser colaborar, pode entrar em contato com a empresa pelo celular/whatsapp (47) 99727-1497, ou por meio do Facebook, na página da MoraLar. A arquiteta e sua equipe recolhem a doação em casa.

Criada há poucos mais de cinco meses como um negócio de impacto social, a MoraLar oferece os serviços de planejamento, execução e acompanhamento de obras rápidas de construção e reforma, com foco na solução de problemas de insalubridade. A empresa também presta serviço na regularização de imóveis junto a órgãos públicos.

“Cada vez que reaproveitamos algo já existente, colaboramos para a economia dos recursos naturais que seriam utilizados na fabricação de um produto novo. Está mais do que na hora de repensarmos nossos hábitos de consumo também na construção civil e queremos que a MoraLar seja uma empresa que colabora para a transformação um dos setores mais tradicionais do mundo”, comenta a empreendedora social.

A ideia de oferecer serviços que possam garantir uma moradia de qualidade a preços compatíveis com a renda dos clientes tem recebido bastante apoio nos eventos dos quais a MoraLar participa.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *