Pesquisa da CNT aponta piora no estado das rodovias catarinenses

Um estudo da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) avaliou, neste ano, 3,249 quilômetros de rodovias catarinenses e classificou 28,1% como ruim ou péssimo. No ano passado, esse percentual era de 23,8%. Em 2017, cerca de 35% foi avaliado como regular, 25,4% como bom e 10,9% como ótimo.

Considerando o tipo de gestão, dos 564 quilômetros de rodovias concedidas avaliadas pelo estudo, 89,7% foram considerados em bom ou ótimo estado, enquanto 11,3% estão regulares. Da extensão pública, 34% estão em estado ruim ou péssimo, 40,7% estão regulares e 25,3% ficaram entre bom e ótimo.

A pior situação é das rodovias estaduais. Dos 869 quilômetros avaliados, 64,6% tiveram o estado de conservação considerados como ruim ou péssimo. Outros 29,2% estão regulares e 7,2% em bom ou ótimo estado.

O estudo avalia três aspectos: pavimento, sinalização e pavimento das vias.

Texto: Alexandre Perger
Foto: Divulgação/Governo do Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *