Avassaladora na prorrogação, Tupy conquista o título da Primeirona

A Tupy já havia surpreendido a todos ao eliminar o América, time de melhor campanha, em pleno estádio Olímpico nas semifinais. Na ocasião, o time do Boa Vista perdeu no tempo normal, mas fez uma grande prorrogação e se garantiu na final contra o Pirabeiraba. Na decisão deste sábado, a equipe quase repetiu o roteiro, com algumas diferenças, mas com o mesmo final feliz.

Quando as duas equipes entraram no gramado da Arena o Pirabeiraba tinha uma ligeira vantagem. Se o jogo terminasse empatado no tempo normal, a melhor campanha nas fases anteriores dava o direito a equipe jogar por um empate na prorrogação para se sagrar campeã. Sabendo disso a Tupy começou melhor no jogo. Iago, em grande jogada pela esquerda quase abriu o placar. Aos poucos o Pira foi equilibrando o jogo. Miguel teve a melhor chance pelo time da Zona Norte, mas foi bloqueado pelo zagueiro duas vezes dentro da pequena área.

No momento em que a partida estava mais equilibrada, a Tupy fez o seu gol. Anderson cobrou escanteio pela esquerda, Cupim tentou cortar e acabou colocando contra o próprio gol. Na súmula o árbitro assinalou o tento para Anderson, que chegou a 18 gols e conquistou a artilharia da competição pela sétima vez na carreira. Após o gol, o jogo ficou mais pegado no meio campo e nenhuma das suas equipes conseguiram criar chances claras.

Na segunda etapa o Pirabeiraba adotou uma postura mais ofensiva e criou chances na bola aérea. Porém, foi a Tupy quem chegou mais perto de marcar. Após jogada elo meio, Douglas saiu na cara do gol, driblou o goleiro Lucas e tocou para a baliza vazia. Miguel apareceu para salvar quase em cima da linha. Alivio na torcida alvirrubra.

Após a chance perdida pela Tupy animou o Pirabeiraba, que logo chegou ao empate. Após falta cobrada na área, Cupim deu uma casquinha na bola e deixou tudo igual, 1 a 1. O camisa 9 ainda teria a chance de virar o jogo, ao recebe belo passe de frente para o gol, mas adiantou demais e permitiu que o zagueiro cortasse. Mesmo com muita disposição, ninguém conseguiu mais mexer no placar e o 1 a 1 levou a partida para o tempo extra.

Nos contra-ataques, Tupy garante a taça

Na prorrogação a Tupy repetiu a tática do início de jogo e começou indo para cima. Iago foi a linha de fundo e bateu para o gol, Lucas fez grande defesa espalmando para escanteio. Na cobrança, Anderson achou Guilherme dentro da área e o camisa 7 cabeceou para o fundo do gol do Pira, colocando a Tupy em vantagem.

Precisando de um gol o Pirabeiraba foi todo para o ataque, mas esbarrou nas boas intervenções do goleiro Vitali. Nos contra-ataques a Tupy matou o campeonato. Primeiro foi Carlinhos quem saiu frente a frente com Lucas e não perdoou, fazendo o terceiro da Tupy. Depois foi Iago que aproveitou a boa troca de passes do ataque da Zona Leste para marcar mais um e garantir o título da Tupy. Já no final, Marcelo ainda aproveitou cruzamento e descontou para o Pirabeiraba, mas não havia tempo para mais nada, a Tupy venceu por 4 a 2 e reencontrou o título que não vinha desde 2012.

Para o atacante Jorge, a palavra que define a conquista é dedicação: “Isso é fruto de um trabalho, eu ai da empresa as 2h18, o Anderson trabalhou até as seis da manhã para poder estar aqui na final. Dedicação, trabalho e a amizade que temos que faz tudo isso acontecer. Sabíamos do nosso potencial”.

Pelo lado do Pirabeiraba a tristeza pela derrota, mas o sentimento de que muitas coisas boas foram feitas nessa temporada. “O nosso sentimento é de quem lutou bastante, mas infelizmente a Tupy foi campeã com méritos. Não faltou luta e disposição da nossa equipe, mas eles mereceram. Nó temos um gruo que joga junto há muito tempo, somos amigos e as famílias também. Ano que vem viremos fortes de novo”, resumiu o zagueiro Miguel.

Com o título desse ano, a Tupy chegou a sua décima sétima conquista de Primeirona. O time igualou o América como maior vencedor da história da competição. Além de Tupy e Pirabeiraba, o América também recebeu um troféu, de terceiro colocado. Lucas, goleiro do Pira foi premiado como o menos vazado e Anderson recebeu o troféu de artilheiro. O Pirabeiraba ainda levou o troféu de equipe mais disciplinada. Porém, a taça que interessava mesmo, foi para o bairro Boa Vista, na Zona Leste da cidade. A festa na Arena foi amarela e azul.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: Lucas Gabriel Cardoso/O Cancheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *