Centenários da Greve Geral e da Revolução Russa são temas de evento acadêmico

Organizada por estudantes e com o apoio de professores do Curso de Jornalismo da Associação Bom Jesus/Ielusc, a Semana Acadêmica de Comunicação Social vai discutir a Revolução Russa e a Greve Geral no Brasil, ambas ocorridas em 1917. Apesar do nome, neste ano o evento será concentrado em apenas uma noite, nesta terça-feira (17), das 19 às 22h30, quando ocorre uma mesa-redonda com três convidados.

O jornalista Bernardo Joffily (foto), que foi editor do site Vermelho, um dos principais veículos de esquerda no país, vai abordar o tema do centenário da Revolução Russa de 1917. Na juventude, Joffily participou da resistência à ditadura, sendo vice-presidente da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) em 1968-1970. Filiou-se ao PCdoB em 1973 e foi eleito para o Comitê Central do partido em 2005. Trabalhou como radialista na Rádio Tirana (1974-1979) e foi chefe de redação do semanário Tribuna da Luta Operária (1979-1987). Além disso, tem diversos trabalhos de tradução, com destaque para as versões em língua portuguesa da obra do romancista albanês Ismail Kadaré.

Para falar sobre a Greve Geral de 1917, a convidada é a professora Iara Andrade Costa, professora e pesquisadora aposentada que tem vários trabalhos publicados sobre a história de Joinville. Também vai compor a mesa o advogado e professor Luiz Gustavo Assad Rupp, que vai falar sobre conquista de direitos e reformas das Leis Trabalhistas.

A Semana Acadêmica é um evento diferente dos tradicionais encontros universitários porque é organizada pelos próprios estudantes, que escolhem os convidados, arrumam a verba para trazê-los e organizam todos os detalhes. A instituição apoia, mas quem organiza e coordena todo o evento são os alunos.

Já passaram pela Semana Acadêmica de Comunicação Social nomes como o fotógrafo de guerra André Liohn, vencedor da Medalha Robert Capa; Silvio Caccia Bava, à época editor do site Le Monde Diplomatique Brasil; Hamilton Octavio de Souza, à época editor da revista Caros Amigos; André Caramante, repórter da Ponte Jornalismo; e Nicolle Kollros, pesquisadora de questões de gênero na publicidade.

“Nós consideramos que seriam importantes os temas da Revolução Russa e da Greve Geral porque ambas fazem 100 anos em 2017 e para fazer um paralelo com a reforma trabalhista que vem desmontando os direitos históricos. A intenção da abordagem desse tema é de olhar o passado e o presente e buscar caminhos que podemos fazer para evitar os retrocessos e ter um novo rumo”, explicou o estudante Gabriel Verli, membro da organização.

A entrada é gratuita e aberta à comunidade. O anfiteatro do Bom Jesus/Ielusc fica na rua Princesa Isabel, 438, Centro.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Miriam Zommer/Agência AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *