Darci de Matos defende governo Colombo em relação à crise da saúde

Líder do governo na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, o deputado estadual Darci de Matos, que foi eleito por Joinville, foi à tribuna da casa na última quinta-feira (14) para falar sobre a crise da saúde no estado. Representando os parlamentares governista, ele acusou a imprensa barriga-verde de fazer sensacionalismo com os problemas da saúde e culpou o governo federal pela crise.

“Enquanto o Rio Grande do Sul faliu e o Rio de Janeiro fechou suas portas, Santa Catarina paga em dia, antecipou 50% do 13º e mantêm os serviços essenciais de maneira racional. A imprensa tem sido sensacionalista, a dívida da saúde é R$ 508 milhões, não de R$ 800 milhões, então alguém mentiu e ‘sensacionalizou’”, afirmou Darci de Matos

Pelo lado da oposição, Dirceu Dresch (PT) lembrou a responsabilidade dos ex-secretários de Saúde. “O que vimos dos depoimentos (dos ex-secretários) é que ‘na minha época não existia problema’, estavam escondendo a dívida, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) não está passando à Secretaria de Estado de Saúde (SES) os 13% todos os meses e daí o buraco cada vez fica mais profundo. Não dá para continuar mascarando os problemas”, opinou Dresch.

César Valduga (PCdoB) sugeriu ouvir as comunidades. “Propomos uma audiência pública em Chapecó para buscar resolutividade, são mais de 13 anos sem atualização da tabela SUS, é o mínimo que o governo federal pode fazer, imagine um hospital filantrópico que precisa fazer investimentos”, ponderou Valduga.

Edição: Alexandre Perger
Foto: Divulgação/Alesc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *