Com saldo de 610 empregos em julho, Joinville é a sétima cidade que mais gerou vagas em 2017

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Joinville abriu 6.770 vagas de trabalho e demitiu 6.160 trabalhadores em julho. O saldo de 610 vagas eleva a posição da cidade no ranking nacional de geração de empregos. No ano, o município é o sétimo que mais gerou empregos no país, com 3.973 mais admissões do que demissões. No mês anterior, a criação de novas vagas também foi positiva, mas bem menor, com 91 empregos de saldo.

O setor que mais gerou vagas no mês passado foi a indústria de transformação, com saldo de 265 empregos. Em seguida, o setor de serviços, que abriu 155 vagas novas. Nenhuma área da economia teve saldo negativo. Todas contrataram mais do que demitiram, com exceção da administração pública, que ficou no zero.

Santa Catarina também registrou saldo positivo, embora baixo. Foram 71.592 admitidos contra 71.464 demitidos – saldo de 128 vagas abertas. A construção civil teve o melhor desempenho, com 303 vagas novas, seguida da indústria de transformação, com 300. O setor de serviços ainda contribuiu com 32 novos empregos. Ficaram no negativo o comércio (-144), os serviços industriais de utilidade pública (-134), administração pública (-93), agropecuária (-87) e a indústria extrativa mineral (-47).

O Brasil, que vem de altos e baixos em 2017, também registrou saldo positivo em julho. Foram 35.900 vagas abertas, resultado das admissões (1.167.770) menos as demissões (1.131.870). O destaque ficou com para a indústria de transformação, que gerou 12.594 empregos. Também foram bem o comércio (10.156), os serviços (7.714), a agropecuária (7.055) e a construção civil (724). Foram mal os serviços industriais de utilidade pública (-1.125), a administração pública (-994) e a extrativa mineral (-224).

Texto: Felipe Silveira
Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *