Raimundo Colombo assume presidência do conselho dos estados do Sul

O Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), composto pelos três estados do sul mais o Mato Grosso do Sul, tem um novo presidente. Raimundo Colombo, governador de Santa Catarina, assumiu a presidência da entidade nesta sexta-feira (4), em um encontro que reuniu os líderes estaduais em Florianópolis.

O catarinense destacou a importância de promover a economia na região Sul para enfrentar a crise econômica nacional. “Nosso papel é criar um clima de colaboração mútua. A integração nos dá uma força muito maior para defender demandas em comum. Precisamos fortalecer os estados para garantir a proteção da sociedade, com geração de emprego e prestação de serviços de qualidade”, disse Colombo.

O governador paranaense, Beto Richa, falou sobre o trabalho realizado pelos quatro estados na área de sanidade animal, essencial para promover a competitividade da agroindústria no mercado internacional.

O Mato Grosso do Sul foi representado pela vice-governadora, Rose Modesto, que demonstrou preocupação com a segurança nas regiões de fronteira. “Se não estivermos de fato unidos, não conseguiremos avançar”, comentou.

O representante do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, foi o porta-voz de uma reivindicação dos quatro governadores, que querem mais recursos do governo federal para a região. “A federalização tem que ser outra. O poder de governança tem que ser partilhado. E essa é a época para fazer as mudanças necessárias”, afirmou.

Durante a reunião ordinária do conselho, foi assinado um contrato entre o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e a Cooperativa Central Aurora Alimentos, presente nos quatro estados, para financiamento no valor de R$ 49,6 milhões. O valor é parte do investimento da empresa para aquisição de duas unidades de abates, sendo uma de frangos e outra de suínos, em Erechim, no Rio Grande do Sul.

O Codesul foi criado em 1961, por meio de um convênio entre os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Em 1992, o Mato Grosso do Sul passou a integrar o conselho. O objetivo é encontrar alternativas aos desequilíbrios regionais, com concentração do crescimento no centro do país. A estrutura administrativa é composta por um secretário executivo, nomeado pelo governador-presidente, e por quatro secretários assistentes, além de corpo técnico e administrativo.

Edição: Felipe Silveira
Fotos: Julio Cavalheiro/Secom SC
Informações: Secom SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *