Ex-Joinville, goleiro Max morre aos 42 anos no Rio de Janeiro

O ex-goleiro do Joinville, Maxlei dos Santos Luiz Luzia, o Max, teve morte cerebral confirmada nesta segunda-feira (26), no Rio de Janeiro. O ex-jogador tinha 42 anos e estava internado há um mês devido a um edema cerebral, que pode ter sido causado durante uma tentativa de assalto, no início de junho.

Com passagem mais marcante pelo Botafogo-RJ, clube que vestiu a camisa entre 2002 e 2007, Max defendeu o Joinville em 2011. Durante o Catarinense daquele ano, ele fez a alegria da torcida ao defender uma cobrança de pênalti de Marquinhos, do Avaí.

O arqueiro foi reserva de Ivan no título da Série C do Campeonato Brasileiro. Na campanha, Max foi decisivo contra a Chapecoense, em partida válida pela 2ª fase da competição, defendendo outra vez uma penalidade.

Max encerrou a carreira em 2014, tendo seu último clube o Barra da Tijuca, do Rio de Janeiro.

Texto: Yan Pedro Kuhnen
Foto: JEC/Divulgação
Vídeos: Portal Joinville

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *