Morre o radialista Ramiro Gregório da Silva, que atuou por mais de 50 anos no rádio joinvilense

Morreu na manhã desta quinta-feira (13), aos 81 anos, o radialista Ramiro Gregório da Silva. O comunicador, que atuou por mais de 50 anos no rádio joinvilense, estava internado no Hospital da Unimed e faleceu por insuficiência renal, em decorrência do Mal de Alzheimer (esta informação foi publicada pelo jornal A Notícia).

A Rádio Cultura, pela qual atuou durante a maior parte da carreira, publicou uma nota de pesar e destacou o profissionalismo de Ramiro: “Perdemos um ícone do rádio. Colega e amigo que marcou época em sua longa e vitoriosa trajetória. Exemplo de profissionalismo, responsabilidade e competência. Ramiro serviu como um mestre a dezenas de radialistas que viriam a se tornar grandes nomes no meio”.

Ramiro era natural de Pomerode e aprendeu o ofício radiofônico em Curitiba, onde estudou na juventude. Na volta para Santa Catarina, morou em algumas cidades até se fixar em Joinville, onde participou, há 58 anos, da instalação da Rádio Cultura. Nos últimos anos participou da criação de rádios públicas, como a Udesc Joinville (estadual) e a Joinville Cultural (municipal).

O governador Raimundo Colombo também lamentou a morte do radialista. “Minha solidariedade aos familiares. Nesse momento de muita dor é importante lembrar que Ramiro Gregório foi um homem que sempre agiu com seriedade e deixou um legado cuja marca é a responsabilidade com o trato da informação”, disse Colombo.

O corpo está sendo velado na Capela 4 da Borba Gato. O enterro será na sexta-feira (14), às 10 horas, no Cemitério Municipal de Joinville.

No vídeo abaixo, publicado pela Rádio Joinville Cultural, Ramiro Gregório fala sobre o início da carreira.

Texto: Felipe Silveira
Foto: reprodução do vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *