Percentual de famílias endividadas em Joinville cai 1,9 ponto percentual em junho

Entre maio e junho, o total de famílias endividadas em Joinville caiu quase dois pontos percentuais, indo de 53,2% para 51,3%, segundo pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio). O número de inadimplentes também caiu, saindo de 22,8% para 21,5%.

De maneira mais tímida, o número de famílias que declarou não ter condições de pagar as dívidas também apresentou queda no período analisado. O percentual foi de 13% em maio para 12,6% em junho, registrando, portanto, uma variação de 0,4 ponto percentual, segundo o estudo.

Em relação ao nível de endividamento em junho, 48,7% dos entrevistados afirmaram não ter dívidas desse tipo. As que se consideram pouco endividadas são 16,4%. Já os que estão mais ou menos endividados somaram 21,2% e os muito endividados representam 13,6%. Esse último número, inclusive, apresentou crescimento de 1,5 ponto percentual em relação a maio.

O maior motivo de endividamento em Joinville em junho foi o cartão de crédito, citado por 52,7% dos entrevistados. Depois vêm os carnês (43,2%), financiamento de carro (35,5%), crédito consignado (24,3%), crédito pessoal (20,2%), financiamento de casa (18,7%) e cheque especial (10,3%).

Sobre a parcela da renda comprometida com dívidas, 65,5% afirmaram ter entre 11% e 50% dos rendimentos comprometidos. Já os que passam da metade somam 18,8% e 15,1% destinam menos de 10% da renda para as dívidas.

O endividamento dos consumidores catarinenses caiu 4,5 pontos percentuais entre maio e junho de 2017. O percentual de famílias com contas em atraso caiu para 20,8. Em relação ao percentual de famílias que não terão condições de pagar, o indicador também caiu, indo para 11,4.

Texto: Alexandre Perger
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *