Joinville erra bastante e perde para o Botafogo na final da Liga Ouro

O Joinville falhou bastante e não conseguiu superar o Botafogo no jogo 1 da série melhor de 5 partidas da final da Liga Ouro. Sem a consistência habitual e com dificuldades na transição, a equipe lutou bastante, mas esbarrou nos próprios defeitos na busca pela vitória. Já o Botafogo usou sua experiência e saiu na frente na briga pela taça e ela vaga no NBB.

As equipes começaram errando bastante e o nervosismo parecia atrapalhar os jogadores em quadra. O placar só foi aberto faltando 7m25s para o fim do quarto, em bonita cesta de 3 do ala/pivô Maxwell para o Joinville. O Botafogo só foi fazer suas primeiras cestas quase 3 minutos depois, em lances livres do armador Jamaal. Arriscando bastante da linha dos 3 pontos, o Joinville não conseguia marcar, enquanto a equipe adversária apostava nas infiltrações, com sucesso. Jamaal, com 7 pontos e o ala Wes, com 6, foram os melhores do Fogão. Pelo lado do Joinville, Maxwell com 6 pontos foi que mais marcou. Mas experiente, o Botafogo superou mais rapidamente o nervosismo inicial e venceu o quarto por 18 a 11.

 

Na mudança de período o técnico George Salles pediu para o Joinville usar as infiltrações e deu resultado, a equipe melhorou no jogo. Principalmente com a boa atuação do ala Felipe Vezaro, que teve 100% de aproveitamento nos arremessos que tentou, fazendo 10 pontos. Mas o Botafogo calibrou a mão nos três pontos e conseguia manter a dianteira no placar. Jamaal e o ala/armador Arnaldinho comandavam o ataque botafoguense, enquanto os irmãos Felipe Vezaro e Vezarinho mantinham os visitantes no jogo. Em um período muito bom, as equipes foram para o vestiário com o time carioca vencendo por 40 a 34.

O Joinville parecia ter voltado melhor do intervalo, com o ala Vezarinho acertando um arremesso de 3 logo no início do quarto. Mas o Botafogo rapidamente controlou o jogo. O pivô Feliz e Arnaldinho fizeram 20 dos 22 pontos do time no período e os cariocas conseguiram ampliar a vantagem. Já o Joinville desperdiçou quatro lances livres e cometeu muitos erros no ataque. A diferença foi vista no placar, que encerrou o quarto em 62 a 47 em favor dos donos da casa.

Para virar a partida o Joinville teria que fazer um período excelente, mas quem começou melhor foi o Botafogo. Consistente na defesa e forte no ataque, o alvinegro conseguia neutralizar o Joinville com facilidade. O pivô Roberto entrou muito bem e aproveitou os erros cometidos pela equipe joinvilense para pontuar quatro vezes no período. Arnaldinho e Feliz continuavam se destacando pelo alvinegro. Guerreiro, o Joinville lutava para diminuir o placar. O pivô André Bambu, Maxwell e Felipe Vezaro eram os maiores pontuadores da equipe catarinense. Mas a equipe visitante se precipitava na hora de criar as jogadas e a experiência do Botafogo fez a diferença para garantir a vitória.

Cestinha da partida ao lado de Feliz, com 19 pontos, o ala Felipe Vezaro admitiu a má atuação defensiva da equipe: “Sabemos que o Botafogo é muito forte e que não poderíamos errar tanto contra eles. Falhamos no plano defensivo, que vinha sendo nosso diferencial em partidas fora de casa. Mas a série é longa, nós vamos corrigir os erros e focar na próxima partida”. Já Arnaldinho, principal líder do Botafogo exaltou a atuação da equipe e elogiou o adversário. “Nós executamos bem o plano de jogo e com a força da torcida conseguimos a vitória. O Joinville tem uma equipe muito boa, um projeto que merece estar no NBB, mas infelizmente só tem uma vaga e nós queremos ela. Vamos descansar e analisar esse jogo para voltarmos ainda melhor na quinta-feira”, afirmou o ala/armador.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (22), às 20 horas, no ginásio Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro. A partida será transmitida no site da Liga Nacional de Basquete (LNB), no Facebook do NBB e o lance a lance será feito pelo Twitter d’O Mirante.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: Botafogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *