Prefeitura oferece mais 1% no primeiro dia da greve dos servidores públicos

Começou nesta segunda-feira (12) a greve dos servidores públicos de Joinville. Os trabalhadores se reuniram na frente da prefeitura durante a manhã e receberam, em reunião entre a direção do Sinsej e o prefeito, uma nova proposta: 1% de reajuste, somados aos 2% (parcelados) que já haviam sido oferecidos. O Poder Executivo também cedeu na questão do vale-alimentação, que vai ser reajustado de acordo com a inflação.

Segundo nota do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (Sinsej), a proposta é inaceitável. A inflação no período foi de 3,99%, de acordo com o Índice Nacional de Preços (INPC) no mês de maio. A proposta de Udo Döhler não chega a cobrir a inflação do ano passado.

Além disso, os trabalhadores querem, além da reposição da inflação, 5% de aumento salarial. A prefeitura diz que isso não é possível devido à situação de crise econômica que vive o país.

Os servidores prometem permanecer na frente da prefeitura. Às 13 horas, haverá reunião do conselho de greve, no auditório do Sinsej, para discutir a construção da greve. Às 17 horas, haverá uma nova audiência com a Prefeitura. E na terça, haverá nova assembleia na frente do prédio do Executivo.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Sinsej
Informações: Sinsej

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *