Sindicatos de Joinville vão à Brasília contra a reforma da previdência

Entidades sindicais e movimentos sociais de todo o Brasil planejam um grande ato para barrar a reforma da previdência. Depois da Greve Geral, no último dia 28, a próxima ação é em Brasília. Os trabalhadores planejam encher a capital federal e impedir a aprovação da lei que retira direitos trabalhistas. De Joinville, devem sair dois ônibus rumo à capital federal.

Representantes de sindicatos de trabalhadores da cidade se reuniram na terça-feira (8), na sede do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde de Joinville e Região, para planejar as ações. Além de se juntar à vigília em Brasília, as entidades vão fazer campanha na mídia para mostrar os parlamentares a favor da reforma. A intenção do Planalto é que o projeto de lei seja votado no dia 24 ou 31 deste mês.

Conforme o coordenador da União Sindical, Lorival Pisetta, a decisão foi de fazer uma campanha em outdoors, rádios e algumas ações pontuais apontando os que votarem favorável ao governo. “Precisamos dizer para todos de que lado estão estão os eleitos”, disse.

O sindicalista ainda frisou que a reforma é para ser algo bom para o trabalhador, mas a reforma da previdência é justamente o contrário. “O que está sendo proposto é algo terrível contra os trabalhadores, um retrocesso”, disse Pisetta.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Nilson Antonio/União Sindical
Informações: União Sindical

ANUNCIANTE