Darci de Matos elogia reforma trabalhista na Alesc

O deputado estadual Darci de Matos (PSD), que disputou o segundo turno da eleição à Prefeitura de Joinville no ano passado, elogiou a aprovação da reforma trabalhista pela Câmara dos Deputados (federais) na semana passada. O joinvilense falou sobre o assunto na sessão de terça-feira (2) da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e criticas de outros parlamentares.

“O mundo mudou assustadoramente. Hoje temos serviço terceirizado, tele-trabalho, cooperativas de trabalho, era preciso desengessar a relação, priorizando o acordado sobre o legislado”, disse o deputado que já foi delegado do Trabalho.

Ele também teceu elogios ao presidente Michel Temer e disse que a reforma não se mexeu nos direitos do trabalhadores. “Eles são ‘imexíveis’, como diria o ex-ministro Magri. O artigo 7º da Constituição está intacto, se alguém afirmar que foi mexido, está faltando com a verdade”, declarou.

“O deputado Darci não estudou ou não foi suficientemente vigilante”, contestou Ana Paula Lima (PT), que citou o caso da demissão coletiva, do trabalho temporário, da hora-extra e do transporte de empregados. “Os trabalhadores podem ser demitidos e o patrão pode contratar outras pessoas para fazer o mesmo trabalho ganhando menos. Será que isso é certo?”, questionou a deputada.

Luciane Carminatti (PT) também criticou a reforma. “O trabalho intermitente acordado tácita, verbalmente ou por escrito, por prazo determinado ou indeterminado, significa chamar para trabalhar três horas, cinco horas e pagar só as horas trabalhadas. O tempo que não está à disposição não será pago, não tem mais carga horária e piso previsto em lei, por isso acabam os direitos trabalhistas”, explicou Carminatti.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Eduardo Guedes de Oliveira/Agência Alesc (arquivo)
Informações: Agência Alesc

ANUNCIANTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *