Udo não quer conceder reajuste aos servidores, diz Sinsej

Ocorreu na tarde desta quinta-feira (27) a segunda reunião entre Prefeitura e Sindicato dos Servidores Públicos (Sinsej) para discutir o reajuste salarial e outras pautas da categoria em 2017. Se no primeiro encontro houve sinais de que o Executivo não estava disposto a oferecer um bom reajuste, neste segundo ficou claro que o prefeito Udo Döhler não quer dar reajuste nenhum. A informação é do Sinsej.

Outra questão discutida foi a insalubridade. De acordo com a nota do sindicato, a secretária municipa de Gestão de Pessoas, Rosane Bonessi, afirmou que um novo laudo ambiental de insalubridade estaria sendo finalizado nos próximos dias. Para os servidores, a revisão da concessão dos adicionais de insalubridade visa tirar benefícios dos trabalhadores.

O Sinsej define os próximos passos da Campanha Salarial em assembleia geral dos servidores, que ocorre na manhã de sexta-feira (28), às 9 horas, em frente à Prefeitura. Além da assembleia, os servidores estarão paralisados para participar mobilização nacional contra as reformas da Previdência e Trabalhista do governo Temer, chamada de Greve Geral. Às 10 horas ocorre ato público, no mesmo local, com a presença de entidades e movimentos sociais de toda cidade.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Francine Hellmann/Sinsej
Informações: Sinsej

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *