PSOL protocola pedido de impeachment de Colombo na Alesc

Com apoio da Direção Estadual do partido, os vereadores do PSOL de Florianópolis protolocaram, nesta quinta-feira (27), um pedido de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. O documento foi entregue na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), que pode acatar ou não o pedido dos vereadores Afrânio Boppré, Marcos José de Abreu e Renato Geske.

A peça jurídica foi protocolado às 17 horas, após uma conversa com a imprensa na sede do parlamento catarinense. Somente o vereador Afrânio Boppré esteve presente, acompanhado de advogados, já que os outros autores do pedido não puderam comparecer.

O pedido é baseado na investigação sobre o governador na Operação Lava Jato. Colombo foi citado pelo delator Fernando Cunha Reis, ex-presidente da Odebrecht Ambiental. Reis afirma que pagou R$ 9 milhões de reais ao político catarinense, via Caixa 2. O objetivo era obter benefícios com a privatização da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), algo que acabou não acontecendo, apesar das tentativas do governo de colocar o assunto em pauta.

Raimundo Colombo nega as acusações e prepara a defesa para o julgamento na Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com entrevista publicada no jornal Diário Catarinense, o político conta que esteve reunido com representantes da Odebrecht, mas que nunca pediu dinheiro para Caixa 2.

Na lista de codinomes da Odebrecht, Colombo é conhecido como Ovo. É possível que seja uma referência à expressão “ovo de Colombo”, usada para falar de uma situação em que um problema parece complexo, mas tem uma solução muito simples, cuja simplicidade só se descobre ao conhecê-la.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Sergio Vignes/PSOL-SC
Informações: PSOL-SC | Diário Catarinense | Wikipédia

2 comentários em “PSOL protocola pedido de impeachment de Colombo na Alesc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *